A partir da Fairtrade Ibérica participamos no espaço de diálogo Forética no II Fórum de Aliados para a Agenda 2030

04/06/2021

Madri, 3 de junho de 2021 FORÉTICA
  • O II Fórum de Aliados para a Agenda 2030 se constitui como um espaço de diálogo que valoriza o compromisso e a liderança de entidades e organizações do terceiro setor como aliados fundamentais em termos de sustentabilidade, com orientação para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Desenvolvimento Sustentável (ODS). ) da Agenda 2030 das Nações Unidas 
  • O 29% dos ODS foi muito impactado negativamente pela crise do COVID-19 e o 47% pode ser impactado negativamente pela pandemia em um futuro próximo, de acordo com o relatório Forética 'O momento da transformação necessária – Agenda 2030 como guia para a recuperação global' 
  • Nesse contexto, organizações do terceiro setor em aliança com empresas lançaram novas formas de colaboração, envolvendo diferentes agentes e organizações, que deram origem a respostas ágeis, resilientes e eficazes.

continue lendo A partir da Fairtrade Ibérica participamos no espaço de diálogo Forética no II Fórum de Aliados para a Agenda 2030

A Forética, organização empresarial líder em Sustentabilidade na Espanha, aprofunda a importância de alianças de alto impacto entre entidades e empresas do terceiro setor para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas. No âmbito do II Fórum de Aliados para a Agenda 2030, organizado pelo Forética sob o título 'Alcançar os ODS em tempos de COVID-19', O compromisso e a liderança das entidades do terceiro setor têm sido valorizados como aliados fundamentais em termos de sustentabilidade.
 
Da Fairtrade Ibérica, como organização membro da Forética, participamos na primeira das mesas de diálogo "Alianças para garantir a ambição ambiental". Álvaro Goicoechea, diretor da Fairtrade Ibérica, expõe: "Desde Fairtrade trabalhamos a certificação dos produtos Comercio Justo de um ponto de vista global e com o grande valor agregado que as alianças agregam".
 
Como destaca o relatório Forética sob o título 'O momento da transformação necessária - Agenda 2030 como guia para a recuperação global', os 29% dos ODS foram impactados muito negativamente pela crise do COVID-19, incluindo o ODS 1 - fim da pobreza -, ODS 2 -fome zero- e ODS 10 -redução das desigualdades. Além disso, o ODS 47% pode ser impactado negativamente pela pandemia em um futuro próximo, como o ODS 4 - educação de qualidade - ou ODS 5 - igualdade de gênero -.
 
Germán Granda, Diretor Geral da Forética, afirma: “Estamos enfrentando o momento de transformação necessário para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A crise social e económica provocada pela COVID-19 aumentou e gerou novos desafios em termos de sustentabilidade a que todos os grupos de interesse terão de responder na chamada 'Década de Acção'. Também refletiu como as pessoas mais vulneráveis e socialmente excluídas viram aumentar a desigualdade que as afeta. Somente compartilhando entre empresas e organizações do terceiro setor o aprendizado gerado nas colaborações lançadas (antes e durante a pandemia), ambas as partes poderão alavancar os pontos fortes e aproveitar as oportunidades para contribuir com força para o alcance dos ODS”. 

Neste contexto, as entidades do terceiro setor têm lançado novas formas de colaboração, envolvendo diferentes agentes e organizações, que têm dado origem a respostas ágeis, resilientes e eficazes, com objetivos comuns e com impacto muito positivo na área da Saúde e Social.

Álvaro Goicoechea, Diretor do Escritório de Espanha e Portugal partilhou a visão e as histórias de sucesso em que estamos a trabalhar, bem como os desafios que colocamos desde Fairtrade Ibérica; “O desmatamento, a transição energética, a resiliência dos produtores, a necessidade de implementar mecanismos de due diligence não apenas em direitos humanos, mas também em direitos ambientais”.
 
No contexto da crise provocada pelo COVID-19, as entidades do terceiro setor parceiras do Forética ofereceram sua experiência e capacidade de trabalhar em conjunto para facilitar e fomentar o diálogo em direção a um novo mecanismo social, ambiental e econômico, com o objetivo de dar resposta aos efeitos da pandemia em todas as suas dimensões, bem como mitigá-las e antecipar a reação a futuras emergências. 

"O ODS13 (Ação Climática) e o ODS17 (Alianças) estão altamente interligados. Nenhuma das organizações presentes hoje pode trabalhar isoladamente para mitigar os efeitos das mudanças climáticas", Álvaro Goicoechea, director da Fairtrade Ibérica, afirmou.
 

No documento 'Futuro da Sustentabilidade: Novos desafios face ao COVID-19', realizado no âmbito do projeto 'Futuro da Sustentabilidade' do Forética, as organizações do terceiro setor que fazem parte do Forética propõem três linhas de ação:
  1. Promover mudanças nos sistemas socioeconômicos que promovam a sustentabilidade e resiliência de pessoas, negócios e ecossistemas
  2. Revisar o modelo de aliança, com base em estratégias de colaboração bem-sucedidas e boas práticas detectadas, para que as mudanças propostas possam ser implementadas
  3. Estabelecer prioridades de atuação, bem como fortalecer as alianças criadas.
O II Fórum de Aliados da Agenda 2030 'Alcançando os ODS em tempos de COVID-19' analisa as principais alavancas de ação nessa área. O encontro conta com a intervenção do Ministério dos Negócios Estrangeiros, União Europeia e Cooperação, com a participação da Directora da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), Magdy Esteban Martínez-Solimán.
 
Neste Fórum são apresentadas as iniciativas colaborativas entre entidades do terceiro setor e empresas que contribuem para a concretização da Agenda 2030. Em matéria ambiental, as alianças para assegurar a máxima ambição nesta área são abordadas pela Fairtrade International, com a intervenção de Álvaro Goicoechea, Diretor do Escritório de Espanha e Portugal; Missões Salesianas, com Ángel Gudiña, Responsável pelas Relações com as Empresas; Reforesta, com Célia Barbero, Coordenadora do Projeto; e SEO/BirdLife com Julieta Valls, Head of Corporate Alliances.

Da Fairtrade Ibérica, Álvaro Goicoechea, analisa a história de sucesso em questões ambientais e de sustentabilidade da Azucarera, uma das Empresas Licenciadas Fairtrade, que trabalha com a matéria-prima de açúcar e agave certificada com o selo Fairtrade, tornando o Comercio Justo visível e promovendo um comércio mais sustentável para as pessoas e para o planeta.

Por outro lado, os desafios relacionados à educação e adaptação em tempos de COVID-19 são analisados por Ayuda en Acción, com Marta Marañón, Diretora de Relações Institucionais; Fundação Tomillo, com Lucía López, Chefe de Projetos; Scholas Occurrentes, com Marta Simoncelli, Secretária Adjunta; Fundación Secretariado Gitano, com Ana Sequí, Head de Alianças Corporativas e Captação de Recursos; Trabalhando no Positivo, com Raquel Sebastián, Chefe do Departamento de Prospecção e Corretagem de Negócios; e Aldeias de Crianças, com Lucía Sánchez, Head of Corporate Alliances and CSR.
 
Iniciativas que demonstram a importância das alianças em termos de cooperação e desenvolvimento, apresentadas por Ação Contra a Fome, com Beltrán Milla, Chefe de Alianças e Campanhas; Fundação Hazloposible, com Beatriz Villanueva, Diretora de Inovação Social Corporativa; e Visão Mundial, com Javier Ruiz Gaitán, Diretor Geral – CEO.
 
Raquel Canales, Head do Allied Forum para a Agenda 2030 do Forética, destaca: “Em linha com a Agenda 2030 das Nações Unidas, um pilar fundamental e transversal a todos os demais objetivos é o ODS 17, aquele que promove a geração de alianças entre diferentes atores e setores. A partir do Forética, queremos refletir a importância de ter organizações do terceiro setor na criação de mais e melhores alianças que promovam o desenvolvimento sustentável das pessoas e do planeta. Especificamente, um dos desafios fundamentais exigidos pela atuação conjunta de empresas e entidades do terceiro setor é a integração dos direitos humanos nas organizações, tema central na atividade do Cluster de Impacto Social – formado por mais de 50 empresas e coordenado por Forética- este ano”.

recomendado

Contato
Siga-nos
linkedin Facebook pinterest YouTube rss Twitter Instagram facebook em branco rss-em branco linkedin-blank pinterest YouTube Twitter Instagram